1.3.07

birras (2)

É fácil perceber só pelo olhar quando ao nosso lado está alguém que não tem filhos. Ele no carrinho de compras a chorar, nós a conversar sobre qualquer outra coisa e a senhora da caixa ao lado com uma certa expressão que seria de incómodo, mas também de espanto não sei se de admiração ou se seria mesmo de “repulsa“, entre aspas, porque a palavra me parece demasiado forte!

6 comentários:

Ana Sousa disse...

Qdo isso me acontece, fico a olhar fixamente para a pessoa á espera q ela diga alguma coisa... ou q faça uma expressão mais explícita.... sim sou má.

Zuza disse...

Estou com a Sousa. Olho directamente na pessoa com ar de "quer perguntar alguma coisa? força aí!". Se estiver muito bem disposta ainda acrescento "somos muito maus para ela. batemos-lhe muito" :DDD

Ontem a J. sentou-se no chão em plena Fnac pq se recusava a vir embora. Nós os 3 à porta à espera, ela lá sentada. E nós não a fomos buscar, e a cara das pessoas, tudo parado, à espera da reacção dela. Ao fim de uns longos minutos percebeu que não havia volta a dar, levantou-se, encolheu os ombros e veio ter connosco. A plateia dividia-se entre os muito divertidos e os muitos chocados com a nossa atitude :DD 18 meses... humpf!

(prepara-te q os olhares das pessoas vão piorar MUITO assim que estiveres sozinha com os 2!! do tipo "ai coitadinhas das crianças tão pequeninas e já com um irmão!")

scaf disse...

LOL, é bem verdade. Divirto-me a pensar o que lhes passará pela cabeça naquele momento, os nomes que me estão a chamar etc e tal...assim esqueço-me da birra e do(a) infeliz que está a olhar para nós.

scaf disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

e faça o que se fizer somos sempre alvo de olhares ou comentários reprovadores. Se ignoramos: "tadinho do menino que a mãe não lhe liga nenhuma". Se fazemos a vontade: "é a mãe que o estraga com mimos". se tentamos levar a coisa com conversa: "devia ser comigo, punha-o na linha num instante".
Enfim, é não ligar mesmo

ursitazul

AnaBond disse...

ahahhaha
podes crer.

eu era daquelas que olhava de lado quando via uma criança a fazer uma birra e os pais desnaturados (ahahah) a ignorar ou a ralhar com mais força. e a pensar porque é que não têm paciência? afinal é só (?!?!) uma criança. se fosse comigo, era bem diferente...

ah pois... agora calei-me.
:D

Blog Archive