2.10.07

outras guerras

ou ISTO na versão "rapazes"

Roupa

Para já aqui em casa a regra é nunca comprar nada sem a aprovação do pai a não ser que seja roupa interior e aí um “não é feio” serve como elogio porque afinal nem se vê! A primeira dificuldade é encontrar a secção. Ai chegados é permanecer no mesmo espaço e olhar para cima e para baixo já que para o lado a probabilidade de se estar na secção das meninas é grande. Depois há o risco de se comprar roupa de adulto em miniatura e uma criança vira um mini-adulto e é preciso ter cuidado. Eu (nós!!!) recorremos aos verdes, laranjas e tudo o que for do mais alegre. Calças de ganga, de sarja, algodão ao bombazina. Com bonecos, sem bonecos. Com bolsos ou sem bolsos. Com camisola a fazer conjunto ou não. Já agora fica uma nota contra a novidade dos elásticos do tipo roupa de grávida. Ele detesta e passa a vida a reclamar que os botões e elásticos o magoam. As marcas na barriga atestam que é verdade.


Sapatos

Cá em casa começamos por ter a dificuldade de adaptação à novidade e isto já será uma desvantagem de se ser rapaz já que (acredito eu) as meninas desde cedo se pelam por um trapinho ou no caso um sapatinho novo. Nota: não o levo às compras e ele não expressa qualquer vontade particular para tal. Aqui também (acredito eu) vencem os cromossomas e aqui está uma vantagem. No singular porque o mais novo para além de andar sempre de meias ainda tem muitas solas do irmão para gastar.

Têm de ser anti-transpirantes e, sim, os que respiram são efectivamente tão caros como bons. Além de respirarem aguentam bem o tranco das bicicletas e dos pontapés nas pedras e em tudo e mais alguma coisa que se assemelhe a uma bola. Viva a rapaziada. Já tivemos biqueiras furadas mas agora ficamo-nos pelas biqueiras esfoladas. Em variedade há muita e para mim batem aos pontos a secção das meninas.


Acessórios

Ok, o império das meninas. Vantagem ou desvantagem? Enfim! Chapéus, alguns. Cinto comprei um por vontade do próprio mas depois de o sentir no corpo nunca mais o quis. Relógio amou um de paixão. Tentamos não falar no assunto lá em casa porque desapareceu e não queremos acordar a fera. No verão os óculos de sol. No inverno o chapéu de chuva, conta como acessório? Este ano estão prometidas (a ele ou a mim mesma) umas galochas para saltar nas poças de água.

2 comentários:

LP disse...

Deste-me vontade fazer o mesmo mas não tenho muito a acrescentar. Só isto. Calças a partir dos 2/3 anos mais vale comprar sem botões ou molas para irem sozinhos à casa-de-banho. E quanto mais resistentes melhor. A ganga rasga facilmente, a bombazine não.

flores disse...

império masculino lá em casa tb. e nada a acrescentar. vou só ali tomar nota da dica da lp e benzer-me: cruzes! credo! q os cromossomas devem mm fazer mta diferença. (ainda nunca tivemos roupa rasgada e não o rapaz não vive em redoma nenhuma. :))

Blog Archive