28.12.05

à noite, em casa

Ele chora. Pomos a música dele. Ele chora. Tiramos a música. Ele chora. Já não vamos voltar a por a música porque a seguir ele quer que a tiremos. Ele chora e nós continuamos a não saber porquê e nem ele. "Banho? Siiim, banho, banho." Enche banheira, tira a roupa. "Não qu'e banho". Chora. Já lá dentro. Chora. Não quer sair. Sai. Chora. Não quer fralda. "Vamos comer?!, Siiim... papa!" Sopa. Chora. Não quer sopa, quer papa. Não há papa, há sopa. Chora. Chora. Chora. Portas fechadas numa tentativa de abafo não vão os vizinhos pensar que fazemos mal à criança. Não fazemos (mas pensamos, confesso). O que fazer?! Não queres sopa não comas. Ao fim de meia hora estamos por tudo! "Arroz com carne? Sim!" Come e gosta e sorri. Ganhou?! Provavelmente. Sala. Música. Brinquedos. Cama. Ufa!

4 comentários:

vera disse...

temos de ter calma apesar de ás vezes faltar, sei do que falas á dias e dias.
jocas
vera e marianita

flores disse...

Tb temos tido mto choro lá por casa. Acalmou um bocadinho nos últimos dias. E tb me deixa irritadiça.

Tenhamos esperança, num futuro mais risonho. :-)

Ana Rodrigues disse...

Há uns tempos atrás a Vera também estava assim.

Deve ser da idade! Vais ver que daqui a pouco tempo isso passa!

Um bom ano 2006

Francisca disse...

Muito típico da idade! lembro-me particularmente do banho: Birra para entrar e depois não queriam sair! :)

Blog Archive