22.2.06

à noite

Acorda, chora, grita. Fome ou sede? Dor ou fita? Dente? Birra? Cama dos pais? Quer a mãe. Quer a mão. Leitinho? Diz que sim e depois é não. Toma! não quer. Dá cá! Chora. Está gelado, não quer o lençol, o cobertor ou o ederdon. Grita, que não, que não quer! Ao colo chora, na cama chora. Com a mão sossega. Pega nela, brinca e aos poucos adormece mas qualquer movimento e deixa agitado e agarra-a com mais força. Dormiu. Voltamos à cama, a nossa, já fria. Dormimos. E não passou muito tempo que de novo o choro e os gritos e tudo outra vez.

E com tudo isto sou eu quem tem medo e também eu tenho votnade de chorar e gritar e dizer "não quero". À noite eu não sei ser a boa mãe, sorridente e feliz...

9 comentários:

scaf disse...

Como te entendo.....
Vai passar, vais ver!

nadiasm disse...

Ah pois, eu também. Nos seus 21 meses de vida o meu dormiu 3 noites inteiras, todas as outras interrompidas. Muitas vezes vai para a nossa cama, para se calar. De manhã sinto que fiz mal, que devia ter insistido para ele ficar na cama dele, mas no meio do sono não consigo.

merdinhas disse...

Calma! Muita calma.

LP disse...

Oh querida, quem é que consegue?

Algodão disse...

just calm down :)

claudia disse...

quem consegues, ser sorridente, quando se torna um habito as noites ás avessas??..alguem levante o dedo...se houver alguem.

bjs

sm disse...

Olá! Voltei, ainda não de forma muito assídua, mas aos poucos!

Como eu te compreendo, infelizmente às vezes não é só de noite... mas enfim...

:))
Sandra
PS Não, a minha ausência não era por estar num sítio agradável a tirar umas férias dos azares, era bom, era!! Obrigada pelo apoio!!!

Anónimo disse...

uma mae se é uma vêz boa mãe é sempre viciada em ser sempre boa mãe

RuRafael disse...

Bem, retratastes as minhas noites com uma exactidão incrivel.
É a vida.

Blog Archive