27.6.08


Recebo pela manhã o mail da M. A M. é uma amiga do meu marido que pelo pouco que conheço tem paixão pelos outros. A M. tira 15 dias das férias dela para juntar os sobrinhos numa casa para brincar com eles e deixar que eles brinquem uns com os outros. A M. afirma a pés juntos que se diverte e que descansa com uma dúzia de crianças à volta dela. Gente, crianças são crianças e em grupo são ainda mais crianças! Haja paciência e a M. tem e muita. Não vai sozinha é claro e é preciso uma série de preocupações e assegurar uma série de condições para que tudo corra bem. A M. convidou o nosso mais velho para ir e nós achamos que seria uma boa ideia. Agrada-me particularmente passar por cima de uma série de condições e formalismos próprios de uma empresa. Condições e formalismos que são bons e fazem parte mas que são por vezes limitadores do improviso e do "desenrascanço". Coisas que, a meu ver, são fundamentais ao “desenrascanço”. Não sei se ele vai aguentar ficar lá a semana toda mas seja como for vai ser concerteza uma boa experiência. São miúdos novos, com vidas diferentes e outras linguagens. São regras diferentes e dias com rotinas diferentes. Em casa ficará também concerteza uma mãe (o pai que diga de sua justiça) com um certo nervoso miudinho. Mais uma primeira vez!

4 comentários:

Mãe da malta disse...

Incrível!

Deve ser bestial, dá para me inscrever? ;)

LP disse...

Eu acho que vai ser excelente!

Costinhas disse...

Do outro mundo mesmo!

O conceito é fantástico e a M. merece os parabéns por essa dedicação.

Espero que ele adore!

flores disse...

FANTÁSTICO!

Blog Archive