3.9.10

o regresso à quase normalidade

Queimámos muito bem queimadinhos os últimos cartuchos das férias e chegou naturalmente o tempo de regressar à escola. Para o mais velho é um regresso tipo “faz de conta” uma vez que a escola só começará na próxima semana. O do meio tem a mesma educadora e alguns amigos mantêm-se mas a escola é “de crescidos” e, por isso, um regresso é sempre um regresso e custa alguma coisa. O passo grande foi mesmo o do mais novo. O menino da mamã deixou o ninho. Ai, isto enrola-nos o estômago tenha-se os filhos que se tiver. Eu fiquei literalmente de ninho vazio. Regressar faria agora todo o sentido mas aproveito o tempo que tenho nas mãos para olhar por mim e para mim. Tomar café na livraria, ir ao supermercado a pé e arranjar as unhas. Quero ler o que ainda não li, regressar ao ginásio e cozinhar. Uma dona de casa à seria, pois então! Também hei-de aproveitar para ir ao cinema. Tenho alguma cede de estar sozinha e de ser eu a decidir o que quero fazer e a que horas esteja calor ou não e sem ter de pensar em lanches, sestas ou chupetas!

2 comentários:

AnaPCarvalho disse...

é assim mesmo! temos de pensar em nós e cuidar de nós qd podemos!

llq disse...

Possibly the most amazing blog that I read all year! semi dresses buy louboutin shoes.

Blog Archive