15.11.05

saudade

Desde a véspera que comecei a sentir a pressão do regresso. Se é verdade que as saudades as senti logo a partir do momento da partida é também verdade que elas não tiveram sempre o mesmo grau de intensidade. Os primeiros dias foram tomados pelo impacto da chega a um novo país, uma nova gente e uma nova cultura. A chegada a um país sub-desenvolvido é dolorosa e toma conta do nosso ver, pensar e sentir. Digerir tudo isto e desenvolver lá o trabalho que era proposto faz atenuar aquele peso no coração. Depois as coisas ganham ritmo e o cansaço físico ganha espaço. Emocionalmente ficamos mais fracos e aí começa a contagem decrescente. É só mais hoje e 5 dias... é só mais hoje e 4 dias... é só mais hoje e 3 dias. E assim chego o é hoje. Hoje volto para casa. Hoje vou vê-lo. Hoje vou cheirá-lo, senti-lo, abraça-lo. E é então que percebo que a saudades são realmente muitas e intensa. Sinto uma inquentação verdadeira que ainda sinto agora quando retomo o ritmo e recuperar o tempo que ficou e tentando entrar no ritmo deste que é o nosso dia-a-dia.

4 comentários:

scaf disse...

Bem vinda de volta amiga!!! Espero que no final o balanço seja positivo!
Muitos beijinhos
Susana

LP disse...

Já cá estás para matar essa saudades todas!

Benvinda!

Anónimo disse...

Tenho acompanhado o teu blog, e gosto bastante. Bem-vinda

bjs
claudia e Matilde

carla disse...

Sê bem vinda!!!! E que mates essas saudades todinhas!!!

Beijocas

Blog Archive