13.11.06

momentos

Acho que o faço desde que nasceu. Não lhe puxo os lençóis num aconchego tão típico de pai e mãe. Já me conformei e sei que se o fizer mais tarde teremos de lá voltar para o ajudar na batalha contra eles. Entro devagar sem luz apenas para o ver, para o ouvir e sentir-lhe o respirar tranquilo. Sinto-o feliz. Gosto de lhe sentir o cherio, de lhe afagar o corpo caído no sono quieto. É um momento único, uma espécie de oração da noite. Um agradecimento pelo que foi, pelo que somos, pelo que seremos. Um momento de compromisso para que amanhã se repita, que sejamos melhores e tudo recomece.

Viste o miúdo? Sim!

Na verdade acho que o fazemos os dois cada um por sim, sem que haja necessidade o partilhar. Um momento único de sermos nós, cada um no seu sentir e viver de sermos família.

4 comentários:

Ana Sousa disse...

Eehheeh, know the feeling....

;p

Costinhas disse...

Por aqui faz-se o mesmo!

Beijinhos

scaf disse...

eheheh, a batalha dos lençois também se trava por cá. vê-la dormir é a 2ª coisa que mais gosto. A primeira é mesmo quando se espreguiça ao acordar, nao há imagem mais linda dela do que essa.

Mãe Frenética disse...

:)

Blog Archive